revista Capa

Mariana Rios adia boda com Lucas Kalil

Festa não tem nova data, mas ela diz que tem a vida toda para celebrar

Bianca Portugal Publicado sexta 29 maio, 2020

Festa não tem nova data, mas ela diz que tem a vida toda para celebrar
Ela enfrenta a pandemia com paciência e reflexão sobre o próximo - Lucas Kalil


Quando saiu de Araxá, em Minas Gerais, onde nasceu, para morar no Rio e seguir a carreira artística, a atriz e cantora Mariana Rios (34) avisou às amigas: “Um dia vou conquistar todos os meus sonhos. E um deles é dizer pra vocês para arrumarem as malas que faremos uma viagem juntas e será presente meu”. O desejo se tornou realidade em março, quando Mari levou dez amigas para São Miguel dos Milagres, Alagoas, para a sua despedida de solteira. Noiva do empresário Lucas Kalil (29), com quem se relaciona há dois anos, ela celebrava a união, que aconteceria em duas etapas, uma cerimônia religiosa na cidade natal da atriz, e uma festa em julho, em St. Moritz, nos Alpes Suíços. Mas, logo após os dias em Alagoas, veio a pandemia do novo coronavírus e, com ela, os planos de casamento foram adiados. “Mas sou uma pessoa muito positiva e procuro olhar o lado bom de tudo. Acredito que a vida é um eterno aprendizado e que evoluímos a cada situação que passamos aqui.

– Em que momento definiram o adiamento?

– Em julho de 2019, viajamos para St. Moritz e foi amor à primeira vista pelo lugar. Voltamos, então, no começo de 2020 com nossa assessora do casamento, Babi Leite, para organizar a festa, escolher locação, bufê etc.. Seria para 200 convidados. Em Araxá, faríamos também para nossos familiares uma bênção religiosa, já que sou espírita pela doutrina kardecista, e um almoço. Mas antes de convidarmos as pessoas e continuarmos com todas as decisões do casamento, já cancelamos tudo.

– Terão que montar tudo de novo. Vão refazer como estava planejado ou vão mudar?

– Optamos por não pensar no casamento agora e nem remarcar a data. Adiar uma festa de casamento não é um problema. O que as pessoas estão passando, sim. Não fiquei frustrada e nem triste por ter que cancelar. Entendi que este ano merece um olhar diferente, que precisamos cuidar de nós mesmos, da nossa espiritualidade. Aprender com o momento será a chave da nossa evolução.

– Como seria o casamento?

– Prefiro não entrar em detalhes, pois quero muito que aconteçam as duas comemorações. Guardei a sete chaves as informações, pois quero que seja surpresa. Quando acontecer, será muito especial.

– Teve que renegociar todos os contratos das festas?

– Os contratos ainda não estavam assinados. E conversamos muito com todos os profissionais. Todos entenderam a situação e foram supercuidadosos e carinhosos.

– Que dicas pode dar para as noivas que vivem isto também?

 – Que elas fiquem calmas e pensem que o casamento é a união de duas pessoas que escolheram passar pela vida juntos. Dividir todos os momentos, formar uma família. A festa é apenas a comemoração desta união. E podemos comemorar a qualquer hora, em qualquer ano.

– Você e Lucas estão juntos há dois anos. Como foi o pedido de casamento?

– Ele me pediu em namoro na primeira semana. Eu disse que gostaria de esperar, que estávamos nos conhecendo. Então, ele disse que não tinha problema eu não aceitar o pedido de namoro porque ele já faria o de casamento antes! Eu ria e entrava na brincadeira, que se tornou uma verdade. Ele começou a pedir todos os dias, em casamento mesmo! Com quatro meses juntos, ficamos noivos.

– Já planejam filhos?

– Queremos muito! Mas tudo na hora certa.

– Você deu uma pausa na carreira de atriz. Pensa em voltar para a TV ou após o isolamento segue investindo só na música?

– Há cinco anos resolvi focar na música. Sempre com consciência de que tudo leva tempo. Ano passado, lancei meu EP com quatro músicas e passei o ano fazendo muitos shows, tanto no Brasil quanto fora. Neste ano, já tínhamos 25 shows marcados. Agora estou gravando músicas em casa, estudando piano, inglês, história, violão e canto. Procuro me envolver em projetos que vão me acrescentar como pessoa e como profissional. Mas o mais importante: hoje eu só faço o que me deixa feliz, realizada.

– O que vai fazer primeiro após o isolamento?

– Sinto falta de abraçar. Sou extremamente afetuosa. Abraço todo mundo mesmo. Enquanto isso, procuro abraçar através da música e das palavras.

Último acesso: 10 Jul 2020 - 02:26:19 (352990).